6 de set de 2009

Sumário: Para onde vai o pensamento geográfico?

Sumário
Apresentação:
- a razão fragmentária e os paradigmas da geografia moderna
As filosofias e os paradigmas da geografia moderna:
- a baixa modernidade e o holismo iluminista-romântico dos séculos XVIII-XIX
- a modernidade industrial e a geografia fragmentária dos séculos XIX-XX
A ultramodernidade e a tendência pluralista atual
A insensível natureza sensível:
- O que concebemos por natureza na geografia
- as fontes e a evolução da concepção de natureza na geografia
- para a crítica do conceito de natureza na geografia
O homem estatístico:
- O que concebemos por natureza na geografia
- As fontes e a evolução da concepção de homem na geografia
- para a crítica do conceito de homem na geografia
A economia do espaço-mundo-da-mercadoria:- O que concebemos por economia na geografia
- As fontes e a evolução da concepção de economia na geografia
- para a crítica do conceito de economia na geografia
A busca de uma geografia da civilização sem a estrutura N-H-E:
- O homem atópico e a externalidade da natureza, da sociedade, do espaço
- Os problemas: a definição, a episteme, o método
- A busca da superação unitária
Política, técnica, meio-ambiente e cultura: a reestruturação do mundo moderno:- a reestruturação da política e do Estado e a reforma neoliberal
- a reestruturação da técnica e do meio ambiente e o novo espaço
- a reestruturação da cultura da repetição e a nova diferença
Da região à rede a ao lugar: a nova realidade e o novo olhar geográfico sobre o mundo:
- a realidade e as formas geográficas da sociedade na história
- o que são o espaço e seus elementos estruturantes
- a representação e o olhar da geografia num contexto de espaço fluido
De volta ao futuro
- Humboldt, Vernadsky e o homem metabólico de Marx
- Sorre, La Blache, Milton Santos e o bioespaço
- A sociabilidade e as categorias geográficas: reemergências
Bibliografia
O autor

Nenhum comentário: